APOLÔNIO DE TIANA

Por Idemar Bueno, 23/01/2010 19:55
Apolonio Tiana

Apolonio Tiana

Apolônio praticamente é um desconhecido da maioria das pessoas, mesmo

daquelas que têm uma boa formação religiosa. Aparentemente parece estranho que uma figura tão relevante não seja citado nos livros que versam sobre religião, somente aparecendo o seu nome em documentos secretos e em alguns poucos  livros  de ocultismo.

Quem foi e que é Apolônio?

Apolônio é uma misteriosa figura que “apareceu” neste ciclo de civilização no início da era cristã (no século I). Os documentos que falam Dele geralmente nunca mencionam a palavra nasceu e sim apareceu, isto porque Ele, quando esteve diretamente na terra, manifestava natureza divina. Entre os atributos desta natureza Ele apenas tinha um corpo aparente, se apresentava na terra com corpo etéreo, tal como o de Jesus.

Em muitos pontos, a vida de Apolônio se assemelha à de Jesus. Até mesmo a Sua vinda a terra foi anunciada pelo Espírito Santo. Alguns documentos antigos afirmam que Ele, certo dia, surgiu na terra sem ascendentes, mas também há documentos que dizem ser Ele filho de uma Virgem. O sobrenome Tiana é mesmo nome da cidade onde ele primeiro se apresentou na terra, que ficava na Capadócia.

Dotado de uma palavra fácil, eletrizante e convincente, logo depois se transformou num tribuno, ao mesmo tempo em que sua fama se popularizava, caminhando pelo resto do mundo dando um exemplo justo, bom e perfeito. Foi um espontâneo defensor dos injustiçados, capaz de praticar os mais arrojados e difíceis atos de bravura. Sua firmeza e energia de propósitos, mesmo diante do perigo, causavam a todos uma coragem estóica. “Ele fora um Deus em forma de Homem!”.

Apolônio viajou muito no tempo em que esteve na Terra, desde o Egito até a Mongólia, sempre sendo iniciado nas Ordens na qual Ele encontrava,  não que precisava ser iniciado pois Ele já é Um Iniciado, mas sim como O próprio disse para um sacerdote quando pediu para ser iniciado: “Bem sabes porque não queres iniciar-me. Se o dizes, revelá-lo-ei: o meu crime é justamente conhecer bem melhor do que tu o rito da iniciação. Vim pedir-te por um ato de modéstia, submissão e simplicidade, a fim de que passasses por mais sábio do que Eu. Apenas isto!”.

Logo depois que saiu da sua cidade natal Ele ficou conhecido como um neo-pitagórico. Em Nínive, na Babilônia, encontrou Damis, seu inseparável e fiel discípulo. De lá ambos foram para a terra dos encantos, a Índia, e, percorreram a Mongólia e o Tibet, até que atingiram as colinas do Himalaia. Lá Apolônio deixou Damis e partiu só para um mosteiro onde Ele tornou-se o “Senhor portador dos oito poderes da Yoga”, que era o mais alto Grau dos mosteiros daquela época, neste momento, dizem, uma áurea de Luz Lhe emergiu a cabeça de modo permanente. Depois voltou e se encontrou com Damis e voltaram para a Grécia, onde começou a fase mais intensa de curar doentes, desde do corpo a alma, paralíticos, cegos e até ressuscitar mortos, como aconteceu com uma moça em Roma.

Uma das missões de Apolônio foi a de ensinar aos seguidores de Jesus o como manipular as leis da natureza. Alguns documentos dizem,  que Apolônio fez milagres idênticos àqueles feitos por Jesus. O poder dele era tamanho que aonde chegava as guerras eram interrompidas e os exércitos enterravam as suas armas.

Também pregava e para ouvi-Lo vinham pessoas de lugares distantes.

Uma de suas obras mais profundas porem com interpretação hermética foi o NUCTEMERON e suas doze horas iniciaticas, desfrute a profundidade desse conteúdo…

O NUCTEMERON DE APOLÔNIO TIANA

Primeira Hora: “Os demônios entoam em conjunto louvores a Deus. Eles perdem a maldade e a ira.”

Segunda Hora: “Mediante a dualidade, os Peixes do zodíaco louvam a Deus. As serpentes ígneas enrolam-se em torno do caduceu e o relâmpago torna-se harmonioso.”

Terceira Hora: “As serpentes do caduceu de Hermes se entrelaçam três vezes. Cérbero escancara sua tríplice goela e o fogo entoa louvores a Deus pelas três línguas do relâmpago.”

Quarta Hora: “Na quarta hora a alma regressa da visita aos túmulos. É o momento em que as quatro lanternas mágicas dos quatro cantos do círculo são acesas. É a hora dos encantamentos e das ilusões.”

Quinta Hora: “A voz das Grandes Águas entoa ao Deus das Esferas Celestiais.”

Sexta Hora: “O Espírito permanece impassível. Ele vê o monstro infernal vir ao Seu encontro e está sem medo.”

Sétima Hora: “Um fogo que dá vida a todos os seres animados, é dirigido pela vontade de homens puros. O Iniciado estende a mão e o sofrimento transforma-se em paz.”

Oitava Hora: “As estrelas conversam entre si. A alma dos sóis responde ao suspiro das flores. A corrente da harmonia faz todos os seres da natureza se harmonizarem entre si.”

Nona Hora: “O número que não deve ser revelado.”

Décima Hora: “A chave do ciclo astronômico e do movimento circular da vida dos homens.”

Décima Primeira Hora: “As asas dos Gênios movimentam-se com um  misterioso rumorejar. Eles voam de esfera a esfera e levam as Mensagens de Deus de mundo a mundo.”

Décima Segunda Hora: “Aqui se realiza, pelo Fogo, a Obra da Luz Eterna.”

Para saber mais…

Livro – Apolônio de Tiana

Editora – Teosófica

Autor – G. Mead

Paz e Sucesso!

Idemar Bueno.

4 comentários para “APOLÔNIO DE TIANA”

  1. Paulo Garcia disse:

    O mestre ascenso Melquisedeque foi Apolônio de Tiana?

  2. Idemar Bueno disse:

    Olá Paulo,

    Obrigado por sua visita e seu comentário; o relato que temos de Melquisedeque vem do antigo testamento em Hebreus 7:3 lemos:- “Sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre.”
    Este relato nos mostra Melquisedeque como sendo Alfa e Omega, ou seja, não tendo começo nem fim, já a existência no Mestre Apolônio embora também um pouco “misteriosa” há estudiosos que relatam seu nascimento, com isso fica difícil afirmar que ele tenha sido Melquisedeque, entretanto, segundo os comentários bíblicos todos somos descendentes de Melquisedeque.

    Um Feliz 2.013 a você e todos os seus.

    Paz e Sucesso!

  3. elcio mendes disse:

    Boa tarde,

    Estudos mostram que Apolônio de Tiana é apolo onde aparece com Paulo de Tarso. ver corintios.

  4. Idemar Bueno disse:

    Olá Elcio,

    obrigado por sua visita e comentário, este evangelho que você sita (1Cor. Cap.3) é o único lugar na bíblia onde aparece o nome de Apolônio que supostamente o Apolo sitado seria Apolônio, considerando que Apolônio foi muitas vezes confundido com Jesus Cristo e que os evangelhos foram escritos algum tempo após a morte dos evangelistas em minha opinião este “misterioso” ser foi e continua sendo para aqueles que se encontram preparados uma Luz para guiar-nos no caminho pessoal de reintegração.

    Paz e Sucesso!

Deixe uma resposta

Panorama Theme by Themocracy