Excelência Pessoal

Por Idemar Bueno, 20/03/2015 07:48

Proposição é um objetivo que as pessoas seguem para conseguir uma determinada finalidade. Em PNL se define como “programa, ou seqüência de representações, preparado e que leva a um resultado específico”. A proposição ou estratégia mental pode começar com um teste ou avaliação de se realmente se é preciso fazer algo, continua com o estabelecimento da estratégia que ajuda a motivação e segue com a estratégia para fazer algo. A base da excelência pessoal se consegue compreendendo o modo de manifestar as estratégias (objetivos) e de mudá-las.

No nosso cérebro, as estratégias (objetivos) formam redes neurais muito complexas já que não apenas “somos o que pensamos”, mas que também somos levados por tendências a fazer aquilo que pensamos. A PNL destaca estas representações que produzem as condutas e que produzem os objetivos esperados. Isto se refere ao nosso mundo interior, mas também é preciso considerar que vivemos em um mundo externo. As distintas estratégias que utilizamos contemplam os dois mundos, por esta razão há necessidade de harmonizarmos nossos pensamentos com nossos sentimentos para termos como resultado a manifestação do objetivo idealizado.
As estratégias estão compostas por distintos níveis. Um nível superior do qual se divide para fragmentos inferiores. Sabendo disso, a PNL nos permite mudar as várias estratégias para conseguir os mesmos resultados.
É preciso lembrar que para materializar um objetivo idealizado é preciso encontrar os elementos da estratégia e a ordem correta deles, a sintaxe correta.
Para conseguir os resultados que esperamos, utilizamos um sistema de estratégias. O sistema segue quatro etapas, assim definidas:-
1. Estabelecer a meta (Proposição)
2. Atuar (Deliberação )
3. Observar o que acontece ( Decisão )
4. Mudar o que se faz até obter o resultado desejado. ( Ação e Revisão )
Para colocar em prática esta apresentação cibernética, você vai precisar de:-
- Uma meta concreta
- Capacidade de fazer algo para consegui-la
- Um meio de saber em que medida não alcançou a sua meta
- A capacidade de continuar mudando o que se faz até alcançar a sua meta.
Há certos resultados que conseguimos de forma inconsciente já que o nosso corpo se encarrega de fazer tudo o que for necessário para a nossa sobrevivência. Graças à PNL podemos utilizar esta capacidade cibernética para obter objetivos conscientes. Apesar disso, grande parte do processo continua sendo inconsciente. Os resultados inconscientes podem estar ligados ao que Jung chamava de mente coletiva da humanidade, devemos cuidar deles para que não se tornem hábitos em nossa vida, pois, quando agimos pela mente coletiva nossa vontade própria acaba deixando de existir, e somos levados pelos desejos alheios (pais, avós, colegas de trabalho e sociedade como um todo).
Em certas situações nos interessa deduzir as estratégias de pensamento que outras pessoas têm por diversos motivos:
- Imitar uma conduta excelente
- Desfazer ou atrapalhar esta conduta para que seja ineficaz
- “Voltar a vivenciá-la” se existe um rapport (capacidade de boa convivência com os demais) estabelecido entre ambos
- Aplicação por parte de cada um para conseguir seus próprios resultados de uma estratégia identificada como excelente
TOTE é um modelo que corresponde às iniciais da palavra inglesa:
Test/trigger (Prova\desencadeante)
Operate (Operar)
Test (Prova)
Exit (Saída)
É um modelo utilizado em informática e que a PNL adotou. É similar ao modelo do sucesso em quatro etapas.
- Prova/desencadeante: a primeira prova dá origem à estratégia
- Operar: se trata de ter acesso à informação do mundo interior e do mundo exterior que temos, aqui seria um reconhecimento de suas próprias capacidades, seria uma identificação dos valores que você tem, seus pontos positivos,
- Prova(segunda): são comparados os dados obtidos com os estabelecidos na primeira prova
- Saída: o resultado da prova
Se o resultado não convence, os passos da estratégia são repetidos, reajustando algum dos seguintes itens:
- Mudando o resultado ou redirecionando a estratégia
- Ajustando o resultado ou fragmentando lateralmente
- Limitando ou especificando mais o resultado
- Tendo acesso a mais dados
Um exemplo de prática do modelo TOTE é o seguinte. Você decide comprar uma roupa. No primeiro passo, a prova, você visualiza a roupa que deseja na sua cabeça com todos os detalhes possíveis(cor, modelo, tipo de tecido, manga curta ou longa no caso de blusa ou camisa, você devera usar em sua mente todos os cinco sentidos, visão, tato, paladar, olfato e audição – neste passo ocorre a Proposição). No segundo passo, operar, engloba os passos a seguir para encontrá-la, aqui você Delibera por exemplo quanto vai custar, quais as lojas que você já tem registro mental que poderiam oferecer a roupa desejada, qual o vendedor ou a vendedora que melhor lhe atendeu da ultima vez (o melhor rapport estabelecido). No terceiro passo, a segunda prova ou decisão, compara as roupas que você tinha desejado com os que você tem à frente e Decide por comprar ou não. Por último, a saída ou a Ação, se os dois coincidem, você faz a compra e sai da estratégia e ao sair é importante que você revise todo o processo e agradeça por ter materializado a roupa desejada, assim você estará criando espaço para um novo desejo em sua vida, pois todo o processo terá sido completado, mas se não coincidem, sai da estratégia sem comprar e pode voltar a repetir os passos até que o seu desejo de ter a roupa se materialize.
Paz e Sucesso!
Idemar Bueno.

Para saber mais:-
  • Editora: Summus
  • Autor: JOHN SEYMOUR & JOSEPH O’CONNOR
  • ISBN: 8532304834
  • Origem: Nacional
  • Ano: 1996
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 272
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio

Deixe uma resposta

Panorama Theme by Themocracy